Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

08.Set.20

VENDAS OU CATRAIAS - MONTANHA DA PAMPILHOSA

Júlio Cortez Fernandes

 Estrada de acesso a Pampilhosa,  antiga Estrada Real nº 52, demorou cem anos para atingir a vila. Esta particularidade,permitiu  ao longo dos tempos , fossem surgindo,locais onde os viajantes, esperavam transporte e  abrigavam  retemperando forças, e prosseguir viagens.

As mais conhecidas; a catraia do Pépio, ou da Serra, onde se dirigiam as pessoas vindas, das povoações de Pessegueiro, Carvoeiro e Aldeias; mais adiante servindo de apoio a quem provinha ou se dirigia para Colmeal, no concelho de Góis. e outras aldeias da margem do rio Ceira, e também de Fajão,encontrávamos a famosa Martinha do Rolão; já tratei noutra ocasião; cataraia do Farropo, entreposto de comerciantes e pouso de caçadores,  onde a estrada esteve  "parada", dilatado tempo.Estas três " vendas" situavam-se na freguesia de São Simão de Pessegueiro, Município da Pampilhosa 
Outra  menos conhecida, a catraia do Valongo, enquanto a via permaneceu, sem seguimento ao sitio dos Pereiros , pouco adiante do Casal do Valongo.serviu principalmente pessoas da vila, aldeias vizinhas , e a importante povoação de Carvalho

Valongo foi sitio mítico pelas perigosas curvas , onde sobressaia  celebre curva do castanheiro, onde alguns camiões carregados capotaram ou se despenharam na barroca, uma ocasião também autocarro da carreira, felizmente sem vitimas a lamentar.

Perto do Valongo, ocorreu desastre  vitimou o jovem primogénito de importante família da vila, Tragédia  impressionou toda a gente,

Voltando  actividade  se verificava no Valongo, deveria ser importante; existia na catraia, como atesta a noticia uma   "Estalagem"    Estabelecimento onde fazendo fé no anuncio , além da actividade de " hotelaria " se vendiam muitos artigos incluindo  tecidos. O participante era conhecido negociante de carvão.

valongo.jpg

Além da estalagem, existia  estabelecimento de venda e armazenagem de carvão vegetal,proveniente da queima das torgas ou raízes , principalmente de ervideiros , nome que os serranos também atribuem ao medronheiro.O carvão animou a actividade comercial do Valongo, até cerca 1947.

A conclusão da estrada; em 1932 chegaria a Pampilhosa da Serra, determinou  fim das catraias, ultima a desaparecer seria a do Rolão, quando  concluíram a estrada do Colmeal.

Durante muitos e muitos anos, rivalidade entre as catraias era grande , dando azo a conhecida cantiga:

QUATRO NAÇÕES DE PORTUGAL

ANDAM METIDAS EM GUERRA

VALONGO E O FARROPO 

E O ROLÃO MAIS A SERRA

Rectificação da estrada nacional 112, entre  Pampilhosa e  sitio da Portela do Vento, obra do Governo liderado pelo actual Secretário das Nações Unidas ,António Guterres, eliminaria as curvas de Valongo,  durante anos a fio fizerem parte do imaginário das gentes da Serra, delas fica mapa.

pereiros.jpg

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.