Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

13.Jun.19

TESOURO ESCONDIDO DA VILA

Júlio Cortez Fernandes

Dia de Santo António, recordo com maior acuidade meu falecido pai toda a gente do seu tempo conhecia por António Carloto, apelido que recebera do meu saudoso avô João Carloto.

Ti João Carloto, durante décadas foi caseiro da propriedade dos " Lodeiros " ,pertença do seu compadre António Nunes, padrinho de meu pai ; António Nunes popularmente " o Manco " por coxear bastante.

Voltemos aos Lodeiros, seguindo a levada que rega a " fazenda ", frente ao antigo moinho da gola, existe desde tempos recuados,  fonte perene de água fresquíssima.

Quando a encosta empinada no sopé da qual a água brota, estava coberta de denso pinhal,  aqui  os resineiros vinham matar a sede , bebendo ,por púcaro de barro igual ao  utilizado na resinagem para colher a resina,  que estava sempre junto da fonte pronto a usar.

A água corria de pequena gruta, e recolhida depois num pequeno charco, isto foi assim até 1944, quando João Carloto , com  habilidade e engenho que todos lhe reconheciam, imaginou e construiu uma bica servindo-se  de uma peça de rocha xistosa, no centro da qual com ferramenta apropriada, abriu sulco, colocou-a na fonte, é por ela  ainda hoje corre o precioso liquido . 

Quem passa no caminho por de cima da fonte, não faz ideia da  existência não há  qualquer indicação,  se houvesse gratidão e justiça, a fonte deveria ser " Fonte João Carloto  ", não fosse o seu cuidado, e iniciativa hoje, talvez ,da fonte nada restaria.

Imagem da fonte dos " lodeiros ".

                       

P5077445.JPG

 

 

2 comentários

Comentar post