Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

13.Nov.19

NA BUSCA DE SÍTIO "PERDIDO"

Júlio Cortez Fernandes
O inverno demográfico que há quase um século assola concelho de Pampilhosa da Serra, provocou  desaparecimento de sítios habitados, cuja memória e vestígios se perderam. Actualmente só trabalho de esforçada investigação de alguém, a exemplo de monge beneditino, embuido de assolapado carinho por coisas que ninguém cuida, consegue decifrar. Até decada 30 século XX, nas cercanias de Pampilhosa da Serra existiu casal denominado Vale do Urso, onde se erguia uma casa (...)
13.Jan.18

O FOGO TORNOU VISÍVEIS MUROS APIÁRIOS

Júlio Cortez Fernandes
  Escrevemos algures; transformações verificadas ao longo dos séculos nas montanhas da Cordilheira Central  de Portugal,região natural onde está situado concelho de Pampilhosa da Serra, decorreram em certas ocasiões de forma tão repentina,apagando memorias e factos dos quais ficaram vestígios cujo significado a maioria das pessoas ignora. Para resgatar do esquecimento os saberes e cultura dos nossos ancestrais é indispensável "ler" a paisagem decifrar a toponímia , (...)
24.Nov.13

Roteiros da Pampilhosa da Serra - Tempos idos

Júlio Cortez Fernandes
Seguimos com a rota, orientada a nossa "bússola" para o rumo traçado. Recomeçando na rua da Quinta, onde tínhamos "descansado" na tasca do Ti Clemente, calcorreando a íngreme calçada, bordejando a igreja e o adro na esquina da casa do Pilheira, tomemos a Rua Rangel de Lima, que mais não é do que a Estrada Nacional ao tempo nº112, fronteira a casa paroquial, já demolida achava-se a loja do Ti Zé Mendes. O dono natural da Póvoa, uma das povoações da Freguesia da Pampilhosa, (...)