Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

02.Dez.19

POMBAL DA VILA

Júlio Cortez Fernandes

Dos sítios cercanos a vila de Pampilhosa da Serra, um pela situação e visibilidade sempre me fascinou.

Recordo sendo miúdo passava tempo com meu pai , e nosso tio Zé Carloto, lagareiros no Lagar de Cima; quando assomava a porta da levada, deparava  fronteira,   caiada e vistosa a casa  do pombal.

Lembro nessa altura, não seria habitada,depois foi comprada e ultimamente morava lá uma família. Isso é de somenos importância para dar a conhecer a história do sitio. 

Até meados do século XIX, antes do  telegrafo ter  chegado a Pampilhosa;  comunicações com o exterior além do serviço de correio, faziam-se utilizando, pombos , para cujo poiso e criação existia a cargo do Município, instalação denominada, " pombal ", em lugar adequado  próximo da vila  virado a sul ensolarado e abrigado ,  igualmente de fácil vigilância.

Na Pampilhosa da Serra,  sitio escolhido, era onde encontramos actualmente a moradia.

Terminada a utilidade das aves mensageiras,  venderam o terreno, novo proprietário, demoliu  pombal, construindo casa, junto a caminho da vila seguia para Pescanseco, e Praçais, pela lomba, antes da construção em 1895 da ponte de entre as  águas, sobre a Ribeira de Praçais.

A ponte de madeira , denominada da Covilhã, era percurso pedonal direcção aldeia de Sobral Valado e também ao alto Concelho.Isso é outra história.

Hoje quedo-me no antigo pombal, de onde podemos admirar belissimo panorama da Vila, apesar mesmo defronte,outro lado da ribeira, ficar cemitério de São Sebastião .

A casa do pombal vista de longe.

P5185364.JPG