Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

aguadouro

17.Jun.18

PERSONAGENS DA HISTÒRIA DA PAMPILHOSA.... POUCO CONHECIDAS

Sendo povoação antiga a Pampilhosa,no decorrer dos séculos,encontramos,figuras de relevo,na sociedade da vila, normalmente gente de fora., para aqui vieram , no exercício de diversas cargos religiosos e administrativos, ou para fugirem da alçada da justiça e das bocas do mundo.

No âmbito religioso, conhecemos alguns párocos,  da Igreja de Nossa Senhora do Pranto,cuja acção social e política dava um romance.No inicio, e ate meados do século XIX, personagem destacou-se.Manuel da Purificação Queixada,Prior na Matriz .

Nasceu na freguesia de Travanca antigo concelho de Oliveira do Conde , actualmente integrado no Município de Carregal do Sal.Tomou posse do cargo em !817, nomeado pelo donatário eclesiástico da Vila, Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra.Descendente de família nobre , assinava, D. Manuel Queixada.

O lugar de Prior da Pampilhosa muito disputado o rendimento da paroquia quatro mil cruzados anuais , permitia, viver  com ostentação,  ser servido por legião de criados e criadas,dispor de carro e bois de criação  também bestas de carga, e óptimo passal.

Juntamente com Prior viviam mãe duas irmãs  um tio.Uma das irmãs casou com o Juiz ordinário da Vila Francisco Caetano das Neves e Castro, filho do sargento mor Caetano das Neves e Castro,  detentor de razoável fortuna. Enfim  Prior e  Curas coadjuvantes, um dos quais nosso tio bisavó Francisco Cortez , viviam "que nem uns abades", como soi dizer-se.

D. Manuel Queixada foi ferrenho Miguelista, aliás na Vila da Pampilhosa os "Liberais " contavam-se pelos dedos de uma mão.Este relevante personagem faleceu na Pampilhosa no ano de 1840.A família esfumou-se com ele.

Figura controversa tipo "posso quero e mando",conseguiu que um irmão do  cunhado fosse nomeado cónego da Diocese da Guarda, e os Neves e Castro ficassem com  prerrogativa de receberem as rendas do Cabido, aumentando de forma significativa os proventos.

Enfim, na Pampilhosa tal qual todo lado , eram poucos os donos de TUDO...