Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

19.Out.19

OS "POÇOS" NA RIBEIRA DENTRO DA VILA

Júlio Cortez Fernandes

A época "balnear" da malta da Vila, começava em dia de Santo António se não houvesse "guieira" e o  calor do sol convidasse a um mergulho.

Para os menos informados, relembro  que "guieira" é vento forte e frio vindo  da serra da Amarela, quadrante norte, e que provoca ondas na superfície das águas da ribeira, arrefecendo ainda mais o liquido elemento.

Havia três "poços" ou "pegos" frequentados pelo maralhal, a saber:

 - O poço do Moinho ou do "munho " no linguarejar "pampilhoês", que ficava junto ao caneiro ou açude, ainda hoje visível, acima do antigo lagar de azeite de cima ou de São Sebastião.

- Outro a seguir ao lagar de baixo igualmente de azeite, na curva da ribeira, antes do chão da Senhora Elvira Nunes, nas Fontainhas, o poço de São Pedro.

- O poço de Santo António, antes do passadouro para a resineira onde ficavam lavadouros das mulheres residentes na Aldeia Velha e Calvário. 

Os do Moinho e Santo António, resistiram mais que o de São Pedro. A rapaziada moradora além da ponte, no largo mercado, rua do perrinho e cabecinho, costumavam nadar em São Pedro. No entanto,  a laboração do açougue municipal, construido no cabecinho, na rua de acesso ao lagar, ditou  fim da função nadadora do poço. Quem matava as reses mandava as tripas para ribeira ou lavavam ali as miudezas das entranhas fétidas dos suínos. Uma porcaria, no Verão com caudal da ribeira reduzido, como dará para imaginar era uma imundice!

Quem devia fiscalizar, não cumpria esse dever, assim poço de São Pedro e as lavadeiras junto ao moinho do cabecinho, desapareceram. Acrescentar a tudo aquilo, antes de existência da estação de tratamento, na Ponte de Moninho, os esgotos domésticos, cada dia mais caudalosos escorriam directamente para a Ribeira, por via disso o poço de Santo António um pouco mais tarde também  "fechou", resistiu até à realização da praia fluvial, unicamente o poço do Moinho.

Quanto a praia  é preciso aumentar  caudal da Ribeira, na ocasião das festas,  gente a mais e talvez nem todos tenham consciência ser indispensável respeitar elementares regras de higiene, para garantir qualidade da água.

O exemplo dos "poços" de São Pedro e Santo António deve servir de reflexão. Fico por aqui ,  não quero "meter mais água".

Foto do poço do "munho" em todo esplendor.

Poço.png

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.