Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

15.Jan.20

OS "GALEGOS" DE LISBOA

Júlio Cortez Fernandes

Os típicos tarefeiros do quotidiano lisboeta, das primeiras décadas do século passado, eram popularmente denominados por: "Galegos".

Durante muito tempo, desde meados do século XIX - 1927 nas esquinas e chafarizes de Lisboa paravam  "aguadeiros", à espera de fregueses para levarem água transportada num barril de madeira ao ombro para casas dos andares mais altos dos prédios, onde não chegava a água ao domicilio.

Nas esquinas estacionavam também os  "moços de esquina", cuja tarefa consistia em transportar pesadas  "encomendas" ou fazer mudanças usando como "instrumentos" a força física: um pau e uma corda.

Quando se pretendia este tipo de serviço, o vulgo exclamava: "chama aí um galego "; julgavam aqueles serviçais vinham de Tuy, Porrinho , Pontevedra e outras terras da Galiza.Puro engano!

Os moços de esquina deviam estar inscritos para obterem uma licença individual, a qual era atribuída um número que ostentavam numa placa metálica obrigatóriamente colocada na parte dianteira do boné que usavam.

No fim dos anos 20 do século passado, um comissário da Policia Administrativa, coligiu dados estatísticos relativos a esta profissão e apurou que estavam inscritos 2662 indivíduos. Confrontando a naturalidade dos "moços de esquina", verificou que apenas 324 eram efectivamente galegos, pouco mais de 10%, os restantes "galegos" de onde viriam? A estatística elucidava:

Recorte.jpg

A profissão de moço de esquinas, motivado pelas mudanças sociais e económicas entrou em decadencia e os Pampilhosenses passaram para as tarefas da estiva no Porto de Lisboa. Nesta época a deslocação para a capital era sazonal, as mulheres, filhos e restante familia, ficavam na aldeia. Os homens regressavam para as colheitas. Este costume manteve-se até ao Estado Novo, cuja politica de florestação e apropriação dos baldios, esteve na origem do exodo em massa.

3 comentários

Comentar post