Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

07.Nov.20

MEMÓRIAS DA ALDEIA DAS MALHADAS DA SERRA

Júlio Cortez Fernandes

Malhadas da Serra, aldeia da freguesia de Pessegueiro, concelho de Pampilhosa da Serra; faz parte do rol de gratas lembranças lembranças do meu tempo da infancia.

O nosso avô Augusto Cortez,muitas ocasiões esteve ou passou por lá.Recordo certa altura, contou-me foi a Lousã a pé, visitar minha mãe, ainda criança, ali se encontrava na casa de parentes em  convalescença e tratamento nos Hospitais da Universidade de Coimbra, de  grave enfermidade.E para ir vir no mesmo dia pernoitou na aldeia abalando, pelas veredas serranas ao dealbar do dia.

Além desse facto uma  pessoa mais me acarinhou quando menino, esposa do senhor Hermano, avó do meu amigo Nelito, antigo Presidente da Câmara, actualmente da Assembleia Municipal , Dª Aurora era natural das Malhadas da Serra.Tudo contribuiu para dedicar a esta povoação carinho especial.

Ocasionalmente encontrei no arquivo das memória , noticia da primeira visita de camioneta de carga, a povoação,

No dia 15 de Agosto de 1940,quinta feira, camioneta pertencente a firma Hermano Nunes de Almeida & irmão,chegou a aldeia. O irmão sócio do senhor Hermano,  Luís Nunes Almeida, seria também Presidente da Câmara nos anos 50 do século xx, como aliás já havia sido sr. Hermano na década 1930,

Curiosamente casaram nas Malhadas, com duas irmãs.Quando  veiculo se imobilizou no largo da aldeia, o sino da capela do Divino Espírito Santo , repicou em sinal de alegria por tão importante acontecimento.

Compareceu  povo em peso, além dos empresários donos da " carripana", encontrava-se  presente o barbeiro do Carvoeiro, sr. Alberto Magno de Oliveira,personalidade de prestigio  muito estimada em toda a região.

Tudo isto passou em 1940,  pela relevância atribuída podemos aquilatar progresso das terras serranas.

Aqui quase mil metros de altitude, horizonte dilatado a perder de vista, viveram-se momentos de esperança em dias melhores.Mas, parece, o que trouxe  o  "camião levou".

Na imagem ao longe, perdido na bruma, casario das Malhadas da Serra 

camião.JPG

 

  

2 comentários

Comentar post