Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

19.Ago.21

GREVE DE TRABALHADORES NA VILA NO IDO DE 1935

Júlio Cortez Fernandes

Uma da causa da imigração massiva das populações rurais para as cidades,foi a exploração salarial a que estavam sujeitos muitos dos que trabalhavam por conta de outrém, principalmente quem conseguia trabalho, nas empreitadas de obras publicas que foram surgindo, por todo País, nos primórdios do regime do Estado Novo.

Na  vila de Pampilhosa da Serra,os jornaleiros trabalhavam na obra de modernização e concerto da estrada da Vila até a zona onde seria construida, a Barragem de Santa Luzia, contratados pela Companhia Eléctrica das Beiras, em determinado dia do mês de Abril, resolveram fazer greve. A entidade patronal anunciava aos quatro ventos a sua pujança.

ceebbb.png

Motivo da greve, segundo  jornal " Comarca de Arganil ", ficou a dever-se ao facto da Companhia,obrigar a trabalhar mais que as oito horas,estipuladas por lei.

A verdade seria outra,de acordo com noticia do jornal  " O Século ", diário  que se publicava em Lisboa, aquele acontecimento, teve como base principal, o pagamento de salário de 7$00, ( sete escudos ), diários, considerado pelos trabalhadores, salário miserável e indigno. Claro a censura,não permitiu ao diário lisboeta  publicação da ocorrência.

Dinheiro seria coisa que não faltava aos donos da Eléctrica das Beiras, avaliar, pelo anuncio publicado nessa altura.

ceb1.png

Debandada para as cidades, foi originada por múltiplos factos sócio-económicos e políticos: A lenda do quotidiano feliz e pacifico das populações serranas, é lenda que a investigação histórica, vem desmentindo...