Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

10.Ago.20

FONTANÁRIOS; FORAM AGUA ABAIXO

Júlio Cortez Fernandes

Neste pandémico de 2020, cumprem-se 70 anos da inauguração do serviço de agua ao domicilio, na Vila de Pampilhosa da Serra.

Efeméride importante não devia passar sem ser assinalada, vai daí "passei "  a comissário das comemorações,  nessa qualidade , cumpro encargo resolvi abraçar com  prazer, ciente da responsabilidade.

Seria a primeira vez na longa história da vila, um Ministro, no caso o das Obras Públicas, visitava oficialmente o burgo.

Sua Excelência vindo de Castelo Branco, seria recebido pelas autoridades concelhias,na Ponte sobre o Rio Zêzere em Cambas, no vizinho Município de Oleiros ; eram 9 horas da manhã de claro e ameno dia de Setembro.Sem delongas, rumou a Pampilhosa , onde  comitiva aguardada por muita gente , entrou na vila ao som do Hino Nacional, tocado pela Filarmónica, debaixo de estralejar de dezenas de foguetes.

Organizado cortejo, calcorrearam as ruas da povoação, devidamente atapetadas da verdura de juncos e urze, engalanadas com arcos triunfais , das janelas , pendiam colchas. Sem demora Ministro e demais individualidades , visitaram a Casa de Saúde de São José,no cimo da Avenida, liga a estrada nacional,(Rua Rangel de Lima) ao antigo, largo da Feira.

Na casa de Saúde funcionava  posto de primeiros socorros, o Ministro enteirou-se das necessidades mais urgentes;   passo apressado, encaminhou-se para o Largo da Feira, onde cortou  fita, inaugural do primeiro marco fontanário.

E sempre em " passo de corrida ", encaminharam-se para o salão nobre dos Paços do Concelho , na Praça Barão de Louredo, onde se realizou uma sessão solene, O senhor Ministro,proferiu breve alocução muito elucidativa  da situação económica e social vivida então na vila:

A vossa terra é pobre, mas espero que, com a boa vontade do Governo,  da Câmara Municipal, e de todos vos, ela irá adquirindo, a passo lento,mas com segurança,aquele lugar que merece,entre as outras da sua categoria.Hoje foi inaugurado oficialmente, este grande  melhoramento,que considero dos primeiros de qualquer terra civilizada.Se Deus quiser. outros  se lhe irão juntar, não só nesta vila, mas também em todas as povoações do vosso concelho.

Agradecendo a maneira cativante como havia sido recebido; cortou a fita simbólica na fonte monumental , fronteira ao edifício camarário, a qual estava adequadamente, preparada para o efeito, apesar de quase centenária,somente a partir daqela ocasião de todas bicas jorrava abundante caudal . Repetiu-se  acto de abertura de agua, noutro fontanário , colocado ao sitio  da Aldeia Velha, no caminho da eira de Santo António.

A Câmara havia preparado bem fornecido copo de agua, que ofereceu a todos, incluindo os elementos da Filarmónica.O governante pouco comeu; sem perder tempo, deixou a vila onde permaneceu cerca de hora e meia. Seguidamente,as individualidades , presentes dirigiram-se a Barragem de Santa Luzia, onde a Companhia Eléctrica das Beiras, proprietária do empreendimento preparou, lauto almoço .

Foram proferidos discursos da praxe, terminado banquete; O Ministro, num barco a motor da Companhia, fez travessia  da albufeira; de jeep, percorreu o túnel do Alto Ceira, enteirou-se das obras a decorrer na povoação do Porto da Balsa, rumando, finalmente, no carro  do Governador Civil de Coimbra, para a cidade do Mondego onde pernoitaria.

A vila de Pampilhosa da Serra, terá sido a ultima sede de Concelho de todo Portugal Continental, a dispor de água ao domicilio.

A visita ministrial tão rápida , deu origem ao comentário, "pareceu visita de médico". Poderia ter sido, nesse tempo  progresso por estas bandas estava doente, quiçá em coma.

Cumpri tarefa, já agora onde param os fontanários, vistosos, na singeleza da pedra de ançã onde despontavam as torneiras.? Se alguém souber gostaria conhecer...

aagua.jpg