Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

13.Mar.20

ESTRADA PROMETIDA NÃO REALIZADA

Júlio Cortez Fernandes

Parece ser usual e costumeira a atitude prometer aquilo que as populações desejam, para garantir apoio e admiração, no entanto, dai a concretizar  promessa outro galo canta.

O regime ditatorial Salazarista, anunciou mundos e fundos de obras públicas necessárias para todo País,mas esqueceu muitas delas.

No Diário do Governo I serie, número 102 de 15 de Maio de 1945, publicavam, denominado plano rodoviário nacional, cuja concretização seria responsabilidade da Junta Autónoma das Estradas (J.A.E ).

Para região serrana do concelho de Pampilhosa da Serra, programaram-se várias estradas com intuito de acabar com secular isolamento das povoações da montanha, uma dessas via de comunicação anunciadas a quase  "secreta",  estrada nacional  EN 343:

abarr.jpg

Podemos verificar traçado projectado teria  inicio na EN 2, perto da Cerdeira no caminho da Pampilhosa para Góis e Lousã, seguir pelos lados do rio Ceira até Fajão dai as Meãs, Cebola actual São Jorge da Beira  passando depois pelo Paul, Fundão Valverde, Fatela  e terminando na estação ferroviária de Penamacor, linha da Beira Baixa. Se tivesse sido construída seria bela estrada turística.

Parte interessante da história; a via começou a ser rasgada a partir da estação Penamacorense e ficaria "encalhada"  no Fundão.

Dizem que gente influente ligada à Pampilhosa, apoiantes indefectíveis do Estado Novo, receando tráfego rodoviário de Coimbra a Castelo Branco, passasse a utilizar a EN 343 em vez da nacional 112, que liga  Portela do Vento, Pampilhosa da Serra e capital da Beira Baixa; assim prejudicando o desenvolvimento da Vila, tocaram pauzinhos; a estrada quase não saiu do papel , pouco ou nada se falou dela.

Pelo mapa  podemos imaginar qual deveria ter sido percurso da 343.

Mapa marcado.jpg