Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

17.Jan.21

EPOCA DE GRANDE MOVIMENTO NA VILA

Júlio Cortez Fernandes

 

A conclusão da estrada nacional,até a Vila, em 1932, e quinze anos seguintes, foram tempo de assinalável dinamismo nos negócios, realizados na sede e em todo território concelhio.

O mercado quinzenal, passou ser dos mais concorridos da região, ao qual afluía gente dos concelhos vizinhos,onde se vendiam toda a espécie de produtos, e artigos, era usual afirmarem, " quem tiver dinheiro mo mercado da Pampilhosa encontra de tudo ".

A feira de gado bovino, passou a ser famosa, muitas juntas se compararam na Vila, vinte notas seria o preço médio, cada nota eram 100 escudos.

O inicio da construção da barragem de Santa Luzia,por volta de 1935, trazia mais gente. Os anos da especulação e candonga volframista,durante a segunda guerra mundial,  negociantes de pez e agua-raz, deram a Pampilhosa, aura de terra dinâmica e progressiva:  na cerca dezena e meia de tabernas da vila, vendiam vinho a rodos, sobretudo aos domingos e dias de mercado.

Caixeiros viajantes, faziam estadias de semanas na Pensão Central, quase sempre sem quartos disponíveis,

Assim, até mesmo fora da Pampilhosa havia empreendedores, pretendiam ganhar algum dinheiro, com a capacidade de atracção da Vila.

Na Lousã, por volta de 1946, surgiu estabelecimento de hospedagem, pensão com 10 quartos e serviço de restaurante, vocacionada servir, viajantes que se dirigiam ou chegavam da Pampilhosa para fazerem a ligação com transporte ferroviário.

A pensão, funcionou até 1949, curiosamente com a inauguração da ponte sobre o Rio Zêzere em Cambas, declínio económico da vila, começou a notar-se. 

Hoje fica esta memória, de um tempo já longínquo, no entanto, parece foi ontem.

pensão.png

 

1 comentário

Comentar post