Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

20.Mai.21

EM TEMPO DE CARESTIA FESTA NUMA ALDEIA ABASTADA

Júlio Cortez Fernandes

Malhadas da Serra, aldeia alpestre do concelho de Pampilhosa da Serra,como já escrevi em diversas ocasiões, depois da introdução da cultura do milho, nesta região, em finais do século XVIII,seria terra de boa produção daquele cereal.Abundância de agua,  exposição a Sul, das lombas e barrocas, eram  razão de tal facto.

Cumpre-se agora um centenário,decorria 1921, dia 15 de Maio, domingo do Divino Espírito Santo, realizou-se, festa da aldeia em honra do padroeiro, precisamente, Divino Espírito Santo.

As cerimónias religiosas, constaram de missa,celebrada pelo reverendo pároco da freguesia,e distribuição de bodo,para toda a gente, composto de pão de trigo e tremoços, tal qual segundo suponho, ainda hoje se procede.

Ao fim da tarde,iniciaram animado baile, com juventude da aldeia,e outras terras circunvizinhas, com predomínio de gente do Colmeal, apesar situar no concelho de Góis,mantinham  estreito relacionamento, com os Malhadendeses.

Consta afluíram, neste dia, igulamente pessoas vindas de sede da freguesia, das aldeias da Telhada, e Simantorta da freguesia de Alvares, e do Machio.

 Muito notada presença, de ilustre habitante da Lousã , José Bernardo Malta, acompanhado de sua mulher Srª Maria Pinheira, proprietária da empresa de diligencia  havia iniciado nesse ano , " carreira " de transporte de passageiros e mercadorias, entre Lousã e a catraia do Farropo.

Naquela época,tempo de grande a carestia e falta de cereais, nas Malhadas da Serra, alguns proprietários,dispondo de milho em abundância, vendiam por bom preço . para as terras onde faltava, utilizando serviço da  empresa de " Maria Pinheira ". Podemos dizer as Malhadas era terra de bons clientes para a transportadora.

Sendo proibida venda do cereal para fora dos concelhos da origem ; evidentemente  "Maria Pinheira ", corria riscos, e seria paga por isso.

O preço do milho atingiu, preços,exorbitantes, possibilitando algumas famílias da aldeia obtenção de elevados lucros, dando mais ênfase, aquilo que se dizia por montes e vales das montanhas da cordilheira, " aquilo sim é terra abastada ".

Em tempos de dificuldades, há quem prospere, sempre foi assim e assim será, é a vida como diria outro.

malha2.JPG