Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

07.Mar.21

CRÓNICA DA CONSTRUÇÂO DA PONTE DE ÁLVARO NO RIO ZÊZERE

Júlio Cortez Fernandes

 

Quando no dia 27 Maio de 1984, Senhor Presidente da República, General  António Ramalho Eanes, visitou oficialmente a obra ; já havia sido aberta ao tráfego a 27 Agosto ano anterior; nos discursos, de circunstancia. então proferidos, o trabalho, de grupo de naturais da região,haviam fundado em 1975 a denominada Comissão Pró Ponte de Álvaro, seria elogiado,ficando no ar, seriam autores da  ideia. A verdade histórica é outra.

No longínquo 1932, no Jornal " O HERALDO " publicado na vila de Oleiros, veio a lume noticia, relatando a colónia oleirense em Lisboa, através de um dos seus membros, reclamava abertura de nova estrada entre Álvaro, e Pampilhosa da Serra porque tal melhoramento, facilitaria ligações entre  concelhos vizinhos,quebrando  isolamento dos povos da margem do Zêzere,votados ao mais completo abandono.E permitiria mais gente fosse a feira da Pampilhosa, onde naquele tempo,grande parte dos habitantes do concelho de Oleiros se iam abastecer.

A sugestão,não colheu entusiasmo das autoridades competentes, por ser considerada dispendiosa.

Em Junho de 1933, Dionísio Mendes, ilustre Pampilhosense, correspondente em Lisboa do Jornal de Arganil, cujas crónicas assinava com pseudónimo  " Faz Barulho ". Escreveu : "  A estrada entre Pampilhosa e Álvaro,era de um valor inqualificável para o progresso  das duas regiões "... No entanto, porque havia  consciência, generalizada da falta de apoio para tal realização  e rematava : " a construção da referida estrada se apresenta um tanto difícil, voltemos as nossas atenções,para a construção da ponte sobre o Zêzere". 

Enumerando depois vantagens de tal empreendimento, referindo as inúmeras vitimas de naufrágio , todos anos se registavam na perigosa travessia das aguas daquele rio, concluia:

" Torna-se necessário agitar questão, que reputamos, de grande importância , pois só  por meio de uma ponte construida  em pedra, ferro ou em cimento,ficaremos, com uma ligação segura; interpretando o desejo dos habitantes, das margens do Zêzere chamamos a esclarecida atenção do sr, Ministro das Obras Públicas, a fim de minorar a situação desta pobre gente ".

Só quarenta anos mais tarde, se retomou com empenho este assunto. Quem teve  ideia e primeiro a lançou foi, como inequivocamente demonstramos, Dionísio Mendes; se houvesse justiça, na terra, a ponte existente deveria ostentar  nome do Homem que  a  sonhou.Sendo... 

" PONTE DIONÍSIO MENDES ".

ponte alvaro.JPG