Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

27.Set.19

CAPELA DA " LOMBA DA BARCA "

Júlio Cortez Fernandes

Na extrema da freguesia de Nossa Senhora do Pranto, da Vila de Pampilhosa da Serra, pouco arriba na encosta sul do Cabeço da Urra, ao fundo de Vale Serrão, margem direita do Rio Zêzere, situa-se aldeia  hoje conhecida por , Lomba do Barco; no entanto, durante dilatado tempo referida com topónimo do titulo.

Mais apropriado, porque na região nos locais onde se fazia  travessia dos cursos de água por meio de embarcação, esta era barca, e não  barco.

Adiante ! esta aldeia era morada de barqueiros  durante séculos garantiram  ligação das terras da Pampilhosa com as de Álvaro , no vizinho concelho de Oleiros.Fronteira não só administrativa, também eclesiástica, antigamente Pampilhosa pertencia ao Bispado da Guarda, Oleiros ao Priorado do Crato, e Ordem de Malta.

Profissão difícil,durante  inverno enfrentavam   bravio  e caudaloso curso do rio, não poucas ocasiões as embarcações arrastadas pela corrente naufragavam perecendo os passageiros.

Nessa ocasião as preces eram para que Nossa Senhora permitisse resgatar sãos e salvos dos náufragos.

Lembro, resgatar entre  outros significados, quer dizer , recuperar, retomar, salvar ainda hoje quando alguém é salvo no mar ou rio , dizemos foi " resgatado ", por esse motivo habitantes da aldeia escolheram como padroeira, Nossa Senhora do Resgate, edificando há mais de cem anos;  capela em sua honra.

 Templo com alpendre e adro, construido em terrenos cedidos, talvez , pela família do padre César Domingos, orada confrontava por todos lados com propriedade daquele clérigo. Na década de 1980, apresentava aspecto decrépito  sendo recuperado graças  iniciativa da Comissão de Melhoramentos da Lomba do Barco.

abarca.jpg