Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

20.Set.19

A CAPELA DE SÃO SEBASTIÃO

Júlio Cortez Fernandes

A capela da evoção do mártir São Sebastião, é referencia  do património religioso da Vila de Pampilhosa da Serra, a construção do templo é anterior ao cemitério paroquial, contiguo. O campo santo onde repousam restos mortais de gerações de naturais da freguesia de Nossa Senhora do Pranto, tem data 1863.A orada é mais antiga.

Já encontrei documentos de 1763, onde se refere lagar " sito a São Sebastião ", mesmo  não existisse a capela, o topónimo já seria conhecido.

 São Sebastião é popular entre os pampilhosenses, quando era criança recordo  cantilena que todos entoavam " Sebastião come tudo come tudo sem colher e por cima inda bate na mulher".O Santo nada tinha haver com isto, mesmo assim,  santa criatura não se livrava ser associado a lenga-lenga .
Os patrícios do tempo de criança, talvez se lembrem da minha, propensão para " pregar sermões " alguns para gáudio dos " ouvintes ". pouco apropriados, lembro  saudoso , Ti Alberto, moleiro do moinho, junto do lagar de São Sebastião onde meus queridos avô,João Carloto. pai António Carloto , e tio José Carloto foram sucessivamente, lagareiros. Dizia o Ti Alberto,de feitio folgazão ensinou-me tirada acerca de São Sebastião
 eu repetia , empoleirado no monte das ceiras vazias no canto do lagar, Não vou aqui citar; sou devoto do Santo Ele não merece  volte a dizer  bacorada dum fedelho de 6 anos " pregada " sem saber bem o que fazia...

A capela de São Sebastião existente é diferente da pobre e pequena capelinha,  durante séculos, serviu para o bodo dado no dia do Santo a 20 de Janeiro. 

No interior só existia e existe a imagem do Santo Patrono, No muro do cemitério ao lado da capela existe um painel de azulejo em memória das almas do purgatório

PA105911.JPG

Sabemos  o Rei de Portugal Dom Sebastião I, ordenou  em todas as vilas do reino a entrada ou saída das mesmas se levantassem ermidas em honra do Santo seu homónimo; no século XVI,deve ser nessa a centúria quando se construiu a capela da Pampilhosa.Fico por aqui, não esquecendo  prece dos nossos antepassasdos  pediam " São Sebastião nos livre de fomes pestes e guerras ". Que assim seja.