Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

aguadouro

Pampilhosa da Serra - Roteiro dum "futrica"

13.Nov.22

NOSSO SAUDOSO 15 DE AGOSTO A FESTA DA VILA

Júlio Cortez Fernandes

Como complemento do anterior apontamento publicado acerca da temática do titulo,deixamos  texto completo das cantigas publicadas no  JORNAL DE ARGANIL de Agosto de 1943, enviadas da Pampilhosa por Dionísio Mendes ( Faz Barulho) colaborador daquele periódico. Com muita saudade aqui vai... 

ameuuu.JPG

07.Nov.22

O MEU COMANDANTE

Júlio Cortez Fernandes

Posso afirmar ao longo da vida tive ensejo conhecer pessoas das quais guardo gratas recordações, algumas dessas eram conterrâneos naturais da Vila .

Durante o serviço militar, pertencia ao Regimento de Serviço de Saúde (RSS), aquartelado em Coimbra.no entanto estive quase sempre destacado no Hospital Militar Principal (HMP), ao Largo da Estrela em Lisboa. 

 Em Novembro de 1969, com a patente de Tenente Coronel foi nomeado comandante daquela unidade militar, ilustre Pampilhosense que tive oportunidade de conhecer.

Aurélio Afonso dos Reis nascido na Vila de Pampilhosa da Serra,a 18 de Março de 1919,frequentou escola primária na terra natal,e o ensino secundário no Liceu José Falcão, em Coimbra, concluiu na Universidade Coimbrã  a licenciatura em Medicina a 12 de Julho de 1948, ao acto assistiram muitos familiares e amigos que deslocaram propositadamente da Pampilhosa.

Nesta altura já havia constituído família, não tendo possibilidade de montar consultório concorreu  ao Quadro Permanente de oficiais médicos do Exercito: sendo promovido a Alferes em 1 Dezembro de 1948.esteve no activo até 30 de Abril de 1975,data que passou a situação de reserva.

Começou aprender  tocar viola aos 9 anos de idade, na Pampilhosa, fez parte da Filarmónica, nessa altura formada na quase totalidade pela prestigiada família a que pertencia os "Afonso",

Como tocador de viola atingiu grande notoriedade na Academia e meio social de Coimbra onde sempre viveu, integrou a Tuna Académica na qual chegou a ser o mais antigo elemento ; granjeou tal nomeada, popularmente em Coimbra era conhecido por " Aurélio da viola". 

Fez parte do grupo de guitarras de Coimbra com António Brojo, António Portugal e Luís Filipe. Aurélio Reis,acompanhou  grandes nomes do fado de Coimbra  entre os quais José Afonso ( Zeca Afonso).

Conheci  Dr. Aurélio,nesse tempo Coronel médico, numa ocasião que estando no Hospital Militar Principal,visitou meu superior hierarquico,também medico  haviam  feito comissão de serviço em Macau entre 1949 e 1951.

Sabendo minha naturalidade meu chefe apresentou-me ao Dr.Aurélio, que não me conhecendo perguntou qual era a minha família, informado, retorquiu  " então é neto da Srª Emília de Vale Covo ", perante resposta afirmativa indagou como estava minha avó disse,  sendo viúva vivia com meus pais em Lisboa, pediu para  levar cumprimentos.

Conversamos ainda durante alguns minutos, depois duas ou tres vezes voltaríamos falar até que passei a disponibilidade em 1971.

Figura prestigiada profissional socialmente, homenageado pelo  Exercito Português; a parada do actual quartel de Santana em Coimbra   sede da Brigada de Intervenção Rápida seria denominada " Parada Aurélio Afonso dos Reis" . A Camara Municipal de Coimbra na sessão de 18 /05/2004 atribuiu-lhe por unanimidade  Medalha de Mérito Cultural.

Um pormenor  revelador da fibra e determinação do Dr. Aurélio, a minha avó quando dei  recado disse logo,"era bom carteiro".

De facto para custear os estudos, exerceu função de distribuidor postal primeiro na Pampilhosa, depois em Coimbra.

Faleceu na cidade dos doutores com avançada idade de 95 anos em 15 de junho 2014; o funeral foi para cemitério de Aveiro-sul.

Sendo o único Pampilhosense a comandar um regimento, musico de muito mérito,Homem de vida exemplar cujo empenho e determinação em conseguir objectivo deve ser apontado como modelo, na terra onde nasceu  quase  todos o esqueceram.

Para mim será sempre meu comandante, afirmo sinto orgulho ser conterrâneo do Coronel Médico Aurélio Afonso dos Reis. Enquanto for possível não vou deixar cair a sua memória no olvido.

aurexx.png