Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

aguadouro

aguadouro

03.Mar.19

HORTAS DE GENTE DA VILA - Lembranças de um " puto "

Quase certo , todos dias a qualquer hora, e mesmo de noite , escutava-se  nos recantos da Pampilhosa, " vou a horta... ou está para a horta ". A horta leiras minúsculas alfobres , chãs, " batoréus".balseiras.  denominações , de terrunhos , onde se cultivavam primores para casa , couves , batatas , feijão. ervilhas , milho, enfim o necessário a alimentação frugal dos patrícios e tambem erva para o gado , quase todo caprino , e   botelhas alguns dizem " abóboras",  para filhós e " lavadura " para os porcos ,  lá por alturas do Natal. teriam  morte certa,  não os levasse a " malina ".

Frequentei muitas hortas da vila, com  familiares , ou vizinhos amigos  permitiam  os acompanhasse.

Recordo neste tempo as portas da Primavera , local onde havia uma , que gostava muito. Chama-se  os " Bafões", vale soalheiro, e de muita agua , onde existia  casa , caiada e vistosa com janela provida de vidraça e tudo. Junto a casa crescia  tilia , de grande porte  no tempo da floração inundava o ar do vale com perfumes do " paraíso" . Algumas vezes entrei na casa  admirei da " ventana " a graciosidade  da horta, propriedade na altura de Dona Marquinhas Ventura, pessoa, ainda conheci bem , normalmente sentada na varanda da  casa ao cimo da Rua Cinco de Outubro, em frente a casa do meu tio avô Amaro Simões.

Os Bafões ficam perto da  Pampilhosa,  acesso , era o caminho do Vale da Grima e Vale Castanheiro,  saia da vila. junto sitio do Coiço.,  rodeando  muro da Quinta de São Martinho , e de uma tapadas dos herdeiros de José Luís Nunes.

Era uma festa sempre  surgia ensejo de ir lá,  local cálido e abrigado , onde era possível de alguns hortícolas fazer duas colheitas. Com  alterações urbanísticas verificadas ao longo do tempo, e  " uchas"  suponho  Bafões pouco restará além da memória de um " puto  "  que adorava aquela horta. Enfim como diria o outro ...é a vida !