Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

aguadouro

aguadouro

20.Set.19

A CAPELA DE SÃO SEBASTIÃO

Júlio Cortez Fernandes
A capela da evoção do mártir São Sebastião, é referencia  do património religioso da Vila de Pampilhosa da Serra, a construção do templo é anterior ao cemitério paroquial, contiguo. O campo santo onde repousam restos mortais de gerações de naturais da freguesia de Nossa Senhora do Pranto, tem data 1863.A orada é mais antiga. Já encontrei documentos de 1763, onde se refere lagar " sito a São Sebastião ", mesmo  não existisse a capela, o topónimo já seria conhecido.
16.Set.19

A FIGUEIRA DO PASSAL DO PADRE

Júlio Cortez Fernandes
Na Pampilhosa da nossa meninice faziam parte do quotidiano, árvores grandiosas de várias espécies, tal qual o " pau-ferro " no adro da igreja, o belo plátano do Canadá, plantado . perto da porta lateral de entrada da capela da Misericórdia, e cujo grosso caule servia de esconderijo , quando a malta brincava as " escondidas". Lembro os cedros da entrada do Cemitério,nem sei se ainda existem , o castanheiro a sombra onde reuniam depois da festa do 15 de Agosto, os elementos da (...)
09.Set.19

CAPELA SÃO JERÓNIMO - VILA PAMPILHOSA DA SERRA

Júlio Cortez Fernandes
O culto de São Jerónimo,caracterizava-se pela observância dos ideais do isolamento, e contemplação propícios a rezar com espiritualidade, conforme pregava o Santo. Os sítios destinados a venerar Jesus Cristo,de acordo com ideal " Jerónimiano " deviam ser ermos. Também aconteceu na Pampilhosa, capela construida em época difícil determinar, talvez, inicialmente,  humilde ermitério, onde habitava  ermitão responsável pelas orações e penitencias, ficava num ermo fora da " (...)
04.Set.19

EVOCANDO FIGURA GRADA NA PAMPILHOSA DA NOSSA INFÂNCIA

Júlio Cortez Fernandes
Certas ocasiões , sem fazer por isso acontecem coisas  trazem a memória factos que pensava definitivamente esquecidos. Parece mentira. Há para ai uma semana, remexendo papeis que já comecei a destruir, porque há um fim para tudo. Num numero do Jornal da Comarca de Arganil de 1989, no obituário li noticia que refrescou as minhas lembranças. Devia ser nos inicio da década 1950.tempo de brincadeiras e travessuras; quando permanecia em Vale Covo, sempre surgia no negrume da (...)
28.Ago.19

CAPELA DE SANTO ANTÓNIO

Júlio Cortez Fernandes
Na vila de Pampilhosa da Serra, culto de Santo António é antigo e muito arreigado nos costumes do povo. A capela antoniana está situada, no sítio  antes designado " eira de Santo António " ; sendo local ensolarado, chegado  tempo de " secar " o milho no Outono, a gente da " aldeia velha " estendia sobre mantas e panos  cereal,  proporcionando a " eira " aspecto  multi colorido, dava gosto observar . Antes de na década de 1930, terem mudado  feriado municipal para 10 de Abril, (...)
21.Ago.19

CAPELAS CENTENÁRIAS DA FREGUESIA DE NOSSA SENHORA DO PRANTO DA PAMPILHOSA

Júlio Cortez Fernandes
Quase todas as aldeias do concelho e freguesia de Pampilhosa da Serra, dispõem de capela. onde digna e condignamente se abriga o padroeiro. Irei peregrinar pela aldeias,em busca das capelinhas singelas,morada de santos e santas , a quem o povo serrano devotava e talvez ainda devote sincera fé.Para não ser fastidioso,vou lembrar somente  capelas que existem há mais de um século. Começo pela aldeia do Sobral de Baixo, terra onde nasceu o nosso bisavó paterno, José Fernandes, (...)
21.Ago.19

AMIZADES ALDEÃS

Júlio Cortez Fernandes
A ideia que habitantes das serranias do Concelho de Pampilhosa da Serra, nutriam sincera amizade uns pelos outros , é uma convicção lendária sem fundamento. No recuado tempo do inicio da debandada em busca de melhor vida, o bom relacionamento dos serranos confinava-se a povoação onde residiam.Os conflitos entre aldeias ou entre estas e os da Vila, eram frequentes e quase sempre levavam a vias de facto.  Comigo passou episódio com mais de 60 anos: quando acompanhei avó materna (...)
09.Ago.19

MISTÉRIO DO ORAGO, ALDEIA DECABELOS- FREGUESIA PAMPILHOSA DA SERRA

Júlio Cortez Fernandes
Visitante regular da aldeia " titulo " deste post, deparei com particularidades interessantes  do lugarejo. Acerca da sua fundação e origem do nome escrevi o suficiente para ter esclarecido essa temática. Os impulsionadores do povoamento , foram  Jesuítas. A Companhia quando ficou dona e senhora do Colégio da Sapiência de Coimbra , " despachou " para as altas serranias. os frades Crúzios, pobres, dotados para os trabalhos agrícolas. Monges de " capelo " deram inicio a aldeia (...)
19.Jul.19

NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS DA IGREJA MATRIZ

Júlio Cortez Fernandes
A igreja Matriz de Pampilhosa da Serra , da evocação de Nossa Senhora do Pranto,ardeu completamente num pavoroso incêndio, em 1907. Dessa tragédia salvaram-se os parcos pertences do antigo templo,de aspecto e recheio muito pobre.A única imagem  agora posso confirmar  se " salvou " a de Nossa Senhora dos Remédios, padroeira dos pobres e remediados. A venerando sacra estatutária, adorna ainda hoje um  altares do templo. Conclui nas minhas pesquisas, Nossa senhora dos (...)