Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

aguadouro

aguadouro

20.Mai.19

HORTAS DA VILA - " PRAIA DA CADELA "

Júlio Cortez Fernandes
 Arrabalde da Vila de Pampilhosa da Serra , no antigo caminho na direcção da aldeia da Póvoa, rodeando a quinta de São Silvestre ,  seguindo a " levada " que aduzia água da Ribeira da Póvoa, para regar aquela quinta, havia  sitio denominado , " Praia da Cadela" onde os habitantes do burgo se deslocavam para recolher lenha e pinhas destinadas as " fogueiras " domésticas, A grosso modo a " praia " situava-se na encosta seguinte onde fica  estádio Municipal da Pampilhosa. O (...)
12.Mai.19

PERCURSO FORA DAS "ROTAS" - CAMINHO DA VILA AOS COVÕES II

Júlio Cortez Fernandes
No apontamento anterior , " descansamos  nas alminhas de Vale Covo sitio emblemático da Freguesia de Pampilhosa da Serra; retomamos  caminho, direcção a sudoeste, a meio da encosta, agora em Maio apesar do incêndio , coberta de estevas floridas. Do carreiro avistamos a outra margem da Ribeira, com empinada lomba,onde outrora ,brinquei em denso pinhal, de árvores de grande porte , o pinhal da Ribeira , o mais produtivo destas paragens,  pouco adiante , ficavam os castanheiros do (...)
09.Abr.19

PERCURSO FORA DAS "ROTAS" - CAMINHO DA VILA AOS COVÕES

Júlio Cortez Fernandes
Surgiram há tempos alguns desdobráveis, com sugestões para quem goste de percorrer a pé, sítios e paisagens do território das montanhas da Pampilhosa que de outro modo, estão ainda inacessíveis. Sem tecer qualquer apreciação, acerca de tais "conselhos", vou oferecer aos meus leitores, um percurso  na minha opinião, proporciona deslumbrantes paisagens e sensações de lonjura e quietude adequadas a meditação que emana da atmosfera melancólica das lombas "cobertas" de (...)
04.Abr.19

HORTAS DA VILA - BOGUELA " ALFOBRE " e SONHO

Júlio Cortez Fernandes
A Boguela nome de " horta " situada pouco adiante da antiga ponte da Ribeira de Moninho, no antigo percurso para os Sobrais  de Baixo e de Cima, seguindo ao longo da Ribeira da Pampilhosa, desde a  " Foz da Moira " , ou " Fordamoira " como se pronunciava. As terras da Boguela , ficavam numa ladeira tão empinada que parecia impossível , construir-se ali qualquer " batoréu", por isso , foi deixado aos pobres sem terra , a possibilidade de tentarem arranjar ali qualquer fonte de " (...)
03.Mar.19

HORTAS DE GENTE DA VILA - Lembranças de um " puto "

Júlio Cortez Fernandes
Quase certo , todos dias a qualquer hora, e mesmo de noite , escutava-se  nos recantos da Pampilhosa, " vou a horta... ou está para a horta ". A horta leiras minúsculas alfobres , chãs, " batoréus".balseiras.  denominações , de terrunhos , onde se cultivavam primores para casa , couves , batatas , feijão. ervilhas , milho, enfim o necessário a alimentação frugal dos patrícios e tambem erva para o gado , quase todo caprino , e   botelhas alguns dizem " abóboras",  para (...)
25.Fev.19

AQUI LISBOA TRANSMITE EMISSORA NACIONAL: ALÔ VILA DA PAMPILHOSA

Júlio Cortez Fernandes
Não sei, talvez no inicío seria assim, no entanto no longínquo mês de Setembro do ano da graça 1934, o quotidiano  ronceiro e tranquilo dos habitantes da Vila, foi subitamente "perturbado" com surgimento de uma novíssima "atracção": chegada do primeiro aparelho de TSF. A Emissora Nacional (EN) considerada pelo regime, instrumento necessário para consolidação da nova ordem política corporativa e anti-parlamentarista, teve como grande impulsionador, o capitão Henrique (...)
07.Fev.19

DESAVENÇAS FAMILIARES - UMA DAS CAUSAS DECADÊNCIA DA VILA

Júlio Cortez Fernandes
O lento e progressivo declinio económico social e político das terras das serranias da Pampilhosa, teve inicio no final do século XVII, e acentuou-se com as guerras civis da primeira metade de 1800, e lutas políticas do liberalismo. Na ultima década de setecentos nasceu na vila Francisco Caetano das Neves e Castro , filho do Sargento- mor Francisco Caetano das Neves.O jovem Francisco estudou em Coimbra,num colégio de religiosos.Ambicioso, protegido pela fortuna e poder (...)
22.Nov.18

PARTICIPOU NA 1ª GUERRA MUNDIAL - MEMBRO DE ABASTADA FAMÍLIA DA PAMPILHOSA DA SERRA

Júlio Cortez Fernandes
As comemorações assinalando o centenário da Grande Guerra de 1914-1918, estão a chegar ao seu epilogo. Quando assistia a eventos realizados no âmbito da efeméride, amiúde lembrava a participação de patrício, destacado oficial do contingente das tropas Portuguesas, enviadas para o teatro de operações em França. Digo patrício porque apesar de não ter nascido na Vila de Pampilhosa da Serra, era filho e neto de naturais do concelho. A história interessante e cheia de (...)
21.Out.18

CAMINHO DE CIRCUNVALAÇÂO LIMITE DA " VILA " SÉCULO XVIII

Júlio Cortez Fernandes
Quando os habitantes de algum sitio periférico do aglomerado urbano sede do concelho, referem a área mais central do burgo como  " vila",tal afirmação tem razão de ser.Vou tentar explicar porque, de acordo com as minhas investigações. A antiga propriedade denominada quinta de são Martinho, que esteve na origem do povoado,estendia-se desde cume do cabeço da Urra, montanha , cercana da terra, até ao curso da Ribeira , da Pampilhosa, acesso ao domínio era o  caminho ainda (...)
04.Ago.18

PRIMEIRA FEIRA MENSAL APÓS ABERTURA DA ESTRADA VINDA DE COIMBRA

Júlio Cortez Fernandes
 A estrada nacional destinada  ligar a vila de Pampilhosa  a capital do distrito, Coimbra;esteve um século "especada " no sitio conhecido  "catraia do Farropo", a cerca de dez quilómetros de distancia.As peripécias que foram impedindo,  conclusão da via dariam  "romance".Em resumo a paragem no alto da serrania foi "castigo" do regime liberal,contra a pequena povoação onde somente ficou conhecido um adepto do liberalismo. A Pampilhosa qual aldeia do "asterix",albergava (...)